Criar oportunidades: Não espere pelo momento certo para começar

Categorias Blog
criar oportunidades

Você termina a escola, vai para a faculdade, faz seus estágios e suas pesquisas. Tudo isso são experiências “preparatórias” para a vida depois da faculdade.

Quando a faculdade termina, você espera pelo emprego certo e espera pelas recompensas desse emprego. Ou espera pela oportunidade perfeita para poder conquistar seu sonho de morar fora,viajar, conhecer o mundo…

E se a oportunidade nunca aparecer? E se você terminar a faculdade e ainda não se sentir preparado para competir, conseguir emprego no exterior, conquisar uma vaga no mestrado dos seus sonhos?

Qual é o seu diferencial?

Existem muitas pessoas que são tão boas quanto você e muitas outras com mais experiências profissionais e acadêmicas que você. E tudo bem!

O ponto desta pergunta não é fazer você se sentir mal mas fazer você se instigar a dar o primeiro passo.

Você pode fazer duas ou três graduações, pode fazer diversas pós-graduações, mestrados, MBA ou qualquer outro título por aí. Mas você só vai ser diferencial mesmo se der o primeiro passo e começar desenvolver aquilo que realmente acredita.

Como eu já disse em outro artigo, o mundo é dos realizadores!

Eu gosto muito da Bel Pesce porque ela tem exatamente essa característica de ser alguém que não espera pelo momento certo ou até pelas qualificações certas. Ela vai a onde quer se seja para criar as oportunidades que ela quer viver.

Se você procurar o primeiro livro da Bel vai descobrir que ela praticamente criou todas as suas experiências do zero, apenas com sua vontade e sua visão.

Ela é uma das minhas grandes inspirações, já que eu luto diariamente com o sentimento de “não ser boa o bastante para X”.

Não é preciso muito para começar

Preparar-se é essencial! Claro que se preparar é essencial. Não acredito que alguém deva largar sua formação ou não procurar cursos e oportunidades de melhorar suas habilidades formais, como línguas e algum software.

Mas fazer somente isso e esperar é perder tempo. Falta algo nesse tipo de atitude passiva. É justamente ação que falta.

Por isso, a minha dica é procurar sempre balancear os cursos formais com projetos e trabalhos que funcionarão como o seu diferencial.

A dica que eu dou para você é a dica que dou para mim mesma: comece! Faça e descubra aquilo que você é bom e se sente bem fazendo.

E então você vai naturalmente se especilizar nisso. Mas engaje-se para ser bom nisso, transforme-se em referência, em autoridade!

Ao mesmo tempo, criar as oportunidades para si é não ter medo de fazer algo novo. E algo novo pode ser qualquer coisa que você nunca fez e tende a achar que é impossível, incluindo se aplicar para projetos de vida, de estudo ou de trabalho fora do Brasil.

Pode até ser algo simples como encontrar um professor ou alguém que você admira na sua área e entrar em contato com ele. Não existe uma fórmula para as oportunidades. Basta agir, mesmo que você não se sinta preparado para isso.

O momento certo é agora. Depois você vai se ajustando no caminho. 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *