Como lidar com a falta de experiência e ir atrás dos seus objetivos mesmo assim

Categorias Blog

Estamos sempre esperando pelo momento em que teremos todas as habilidades necessárias para ir atrás dos nossos objetivos.

Só vou tentar aquela pós-graduação depois de mais tempo no mercado de trabalho, só vou me aplicar àquela vaga depois de me formar, só vou fazer aquele intercâmbio quando meu inglês estiver perfeito…

Já parou para pensar que isso tudo são desculpas para não começar? Eu falei sobre a necessidade de começar em outro artigo, porque acredito que isso seja, de verdade, uma habilidade muito importante para qualquer pessoa, especialmente quem está no início de sua vida profissional.

Mas aí você se justifica: mas eu não tenho a experiência necessária. Preciso adquira-la antes.

A minha resposta para você é a mesma que dou para mim mesma: comece e ajuste no caminho.

Qualquer que seja seu objetivo, faça um projeto para ele. Quando estava no avião um dia desses, resolvi folhear a revista da companhia aérea. Nela, tinha uma curiosidade sobre a atriz Emma Stone, dizendo que ela mostrou para os pais um projeto chamado “Hollywood 2004” como uma tentativa de convencê-los a deixar seguir nessa carreira.

Três anos mais tarde, ela já participava de um filme de Hollywood, Superbad.

O que estou querendo dizer é que você pode não ter nenhuma experiência na área que deseja. Mas se realmente quer segui-la, é preciso criar seu projeto e traçar um plano de ação.

Afinal, se você não sabe para onde ir, qualquer lugar serve, não é mesmo?

Você não precisa ser expert

Uma coisa que aprendi nos últimos anos é que não é necessário perfeição e muito menos ser expert dar o primeiro passo.

Dar o primeiro passo, se importar com o seu projeto e praticar é muito mais importante, e é o que separa pessoas que não avançam com seus sonhos de pessoas realizadoras.

Eu acredito que existem basicamente 5 coisas que você pode fazer agora mesmo para não pensar em experiência neste momento. 

1. Faça todos os dias

O que quer que seja seu projeto, você precisa de um impulso inicial, o pontapé! Um blog não se constrói de uma hora para a outra, você precisa escrever nele sempre, construir o seu jeito, descobrir o seu tom. Você só vai conseguir isso se escrever todos os dias.

A mesma coisa com qualquer outro projeto que você queira desenvolver. Quer aprender inglês? Aprenda todos os dias.

Baixe o aplicativo do Duolingo para aprender vocabulário e criar a consistência, veja séries na Netflix em inglês com legenda em inglês, leia blogs em inglês, ouça músicas… tudo isso você pode fazer todos os dias.

2. Estabeleça um tempo para fazer seu projeto acontecer

Pode ser que você estude e trabalhe e volte para a casa cansado demais para investir no seu projeto. Ou que você tenha preguiça mesma e prefira deixar para a próxima segunda.

Pode acontecer mil coisas ou nada. A verdade é que nós, seres humanos, nos organizamos dentro do tempo que nós temos. Como diz uma frase de Abraham Lincoln:

Se eu tivesse 8 horas para cortar uma árvore, gastaria seis afiando meu machado.

E é verdade. Você precisa estabelecer um horário para se dedicar ao seu projeto. E não só isso, cronometre esse horário.

Dedique-se, por exemplo, 50 minutos diários para aprender inglês ou para escrever no seu blog todos os dias às 7 da manhã. É o que eu faço.

Use a técnica Pomodoro para ajudar a seguir esse tempo delimitado. Você vai perceber que a vontade de procrastinar vai cair e as chances de você fazer será maior.

3. Você vai sentir medo e resistência. Supere!

Algo novo e desconhecido sempre gera ansiedade, medo e uma certa resistência. Então, aceite que você vai sentir isso e vai até pensar em desistir.

Mas o segredo mesmo é não deixar que o medo do novo, o medo de falhar e de não ser bom o suficiente estraguem seu projeto.

A verdade é que você não deve pensar demais sobre os “e se…”.

4. Planeje-se!

É tão bom tirar as coisas do campo hipotético e começar a trabalhar nelas. Como esse blog aqui. Por muito tempo ficava pensando, ah, eu preciso escrever mais no meu blog, compartilhar minhas experiências com outras pessoas. Sempre achei isso muito importante.

Mas foi só quando eu comecei de fato a escrever todos os dias que a coisa começou a se tornar mais real. E isso só aconteceu porque tomei uma decisão, abri um bloco de notas e planejei os meus próximos passos.

Ter esse tipo de planejamento me ajudou a visualizar o que eu deveria fazer em cada etapa e isso foi essencial para superar o medo, a resistência, começar a escrever todos os dias e estabelecer uma rotina de dedicação.

5. Leia de quem já faz e explore muito

É muito importante também estudar, conhecer e explorar projetos que já existem, pessoas inspiradoras e livros que ensinam mais sobre o seu projeto.

Se você quer um blog, veja o que seu blogger favorito faz, como ele faz e até mande uma mensagem para ele pedindo algumas dicas. Leia livros sobre o assunto. Foque em ficar realmente bom naquilo que é preciso para desenvolver seu projeto.

Interessar-se sobre o assunto e realmente se importar com ele faz toda a diferença no mundo para fazer seu projeto acontecer, mesmo sem experiência.

Ontem eu resolvi ler a biografia do autor do Método deRose de Yoga que veio parar em minhas mãos. Fiquei lendo até mais tarde do que havia planejado porque achei interessante a forma como o professor DeRose fala sobre sua trajetória.

Ele começou a praticar Yoga naturalmente. Passava horas da sua adolescência praticando sozinho e lendo muito sobre o assunto. Com 16 anos, começou a dar aulas de Yoga! Tudo isso porque se importava muito! Era daquilo que gostava e daquilo que tinha prazer em explorar.

Conclusão

Acredito que é importante se desenvolver em diversas áreas da vida e ter diversos interesses.

Mas é importante também escolher uma coisa para focar em ser realmente bom. É isso você só consegue com dedicação e consistência.

É por isso que você e nem eu devemos esperar ter experiência ou total base teórica para começar nosso projeto, seja lá qual for ele. Melhor feito que perfeito! 😉 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *