Como eu encontrei a bolsa de estudos ideal para estudar fora de graça


Blog / terça-feira, março 13th, 2018

Depois que eu me graduei em Jornalismo, eu sabia que adoraria continuar estudando. Queria ampliar meu conhecimento na área de comunicação, com foco em mídias digitais.

Mas eu também sabia que estudar fora do Brasil depois de me graduar seria ainda mais legal. Assim, eu poderia ampliar meu currículo e minha experiência internacional ao mesmo tempo.

O problema é que eu não tinha dinheiro para pagar um estudo fora do Brasil, ainda mais de nível de mestrado ou pós-graduação. Nos Estados Unidos, um mestrado em uma universidade custa caro. E na Europa, existem universidades com taxas baixas ou até gratuitas, mas e o custo de vida nesses lugares?

Eu preciaria de no mínimo 1000 euros por mês para sobreviver, sem contar outros gastos, como seguro saúde, passagem de avião, etc.

Eu ainda morava com minha mãe, não tinha dinheiro mesmo para investir numa educação fora do Brasil.

Então eu comecei a pesquisar bolsas de estudo, daquelas que pagam tudo mesmo. Depois de entrar em vários sites de bolsas, como o Nuffic Neso Brazil para estudar na Holanda e entrar nos sites de universidades americanas que tem oportunidades de bolsas, eu encontrei o site da Erasmus.

O Erasmus +, também conhecido como Erasmus Mundus, é um programa financiado pela Comissão Europeia, que é a instituição independente e executiva da União Europeia. A União Europeia é a união de diversos países da Europa com o objetivo de gerar integração política e econômica entre eles.

O Erasmus Mundus é predominantemente para estudantes europeus que desejam fazer intercâmbio em outros países da Europa, como se fosse o Ciência sem Fronteiras europeu. Mas ele também tem abertura para estudantes internacionais, principalmente a nível de mestrado e doutorado.

Quando eu encontrei o site da Erasmus +, eu notei que havia oportunidade de bolsa de estudos para internacionais também. A Erasmus tem um site com todos programas anuais. Esses programas mudam a cada ano porque dependem de uma seleção.

Quanto mais sucedido um programa de mestrado patrocinado pela Comissão Europeia for, mais chances de ele continuar recebendo fundos para receber novos bolsistas.

O site com as oportunidades

Eu encontrei meu programa pelo site da Comissão Europeia. Foi exatamente neste link aqui, com todos os programas listados naquele ano. E aí eu entrei no site do mestrado, vi os requerimentos para me inscrever e criei um plano para me inscrever na próxima chamada.

Normalmente você tem uma data final para se inscrever. No meu caso a data do meu era no final de 2016. No início de 2017, eu fiz uma entrevista por Skype e recebi minha carta de aceitação em janeiro do mesmo ano. Em setembro, eu já estava viajando para a Áustria para começar meu mestrado.

Foi assim. Eu precisei gastar algumas boas horas na internet buscando os programas que faziam sentido para as minhas aspirações e desejos, e também estar aberta a experimentar outros lugares não tão óbvios como por exemplo os Estados Unidos ou o Reino Unido.

Eu também precisei tentar, mesmo que às vezes achasse que eu não estava 100% preparada. Várias vezes eu pensei em desistir porque com certeza outras pessoas mais qualificadas estavam tentando também. A bolsa dá suporte total, eu nunca achei que ia conseguir. Mas passei por cima do medo e fui até o final da seleção.

Eu também nunca achei que eu iria morar na Áustria ou na Bélgica, mas esse programa me deu essa oportunidade de me mudar para países bem diferentes do Brasil. E estou aprendendo bastante tanto culturalmente quanto no âmbito acadêmico.

Você pode encontrar oportunidade em vários lugares. Eu estou apenas falando o que funcionou para mim e alguns amigos também.

Tudo vai depender do seu interesse e sua experiência.

Nos próximos artigos, vou falar um pouco mais sobre sites que você pode pesquisar oportunidades, quais são os fundamentos gerais básicos para uma aplicação bem-sucedida e até algumas dicas de como escrever uma carta de motivação realmente boa.

Meu objetivo é não só falar das coisas que estou aprendendo aqui na Europa. Quero expor dicas que podem ajudar a você que tem interesse em estudar fora também.